Mostra SP: Matheus Nachtergaele disse que se sentiu pequeno interpretando "Trinta"

Ator viveu desafio de dar vida ao maior carnavalesco de todos os tempos

25/10/2014 13h50

O ator Matheus Nachtergaele e o diretor Paulo Machline conversaram com os espectadores após a primeira sessão de Trinta durante a 38ª Mostra Internacional de Cinema de Sâo Paulo. Essa foi a primeira exibição do filme na capital paulista.

Trinta homenageia o carnavalesco Joãosinho Trinta, talvez o maior da história do Brasil. 

+ Leia a crítica de Trinta

"Eu queria mostrar a transição do Joãosinho do mundo erudito ao popular", disse o diretor. Machline contou que tomou certas liberdades no processo de criação. "Esse filme não é baseado em um carnaval apenas, eu queria contar essa transição. Trouxe histórias do futuro, frases dos anos 80, situações de outros carnavais".

Matheus Nachtergaele, um dos atores mais premiados do nosso cinema, viu no personagem algumas semelhanças, mas se apequenou diante de tamanha grandiosidade.

"Também sou pequeno, também sou guerreiro, mas acho que o João tem "nervos de grande criador". Sempre pensei que a grande arte surge sobre grande pressão, vencendo as forças contrárias. Me sinto pequeno fazendo o personagem. Fico pensando: "meu deus, como tem que se forte para fazer uma obra de arte todo ano com tanta gente envolvida"'.

Matheus ainda vê no personagem um retrato da atividade de criação de tantos artistas. "Apesar de ser coletivo, a posição do artista é de solidão. Apesar da obra em conjunto, a experiência do artista é solitária. É isso que transforma o personagem em um herói. Joãosinho Trinta é único".

Trinta estreia em circuito comercial em novembro.

Veja o trailer:

 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus