Mulher-Maravilha: Gal Gadot fala sobre polêmica com diretor Brett Ratner

Atriz disse que decisão foj tomada antes mesmo de sua reclamação sobre o produtor, acusado de assédio

16/11/2017 11h58

Por Iara Vasconcelos

Durante sua participação recente no programa Today, do canal NBC, Gal Gadot falou sobre a polêmica envolvendo o seu nome e o de Brett Ratner.

Na semana passada, uma matéria divulgada no New York Post reportou que a atriz não participaria de Mulher-maravilha 2 caso o produtor não saisse da equipe do longa. Para quem não se lembra, Ratner foi acusado de assédio sexual por diversas atrizes que trabalharam com ele. 

Gadot disse que a decisão foi tomada antes da matéria publicada pelo jornal e que sua opinião não interferiu em nada: "Muitas coisas foram escritas sobre mim e os meus sentimentos, o que não é segredo para ninguém já que eu deixo as minhas convicções bem claras. Mas há tantas pessoas envolvidas nesse projeto e eu não fui a única a pensar nisso. Todos sabiam que era a coisa certa a se fazer".

A sequência de Mulher-maravilha foi confirmada durante a Comic Con e terá o retorno da diretora Patty Jenkins. A estreia , um ano após Aquaman, que chega aos cinemas em 21 de dezembro de 2018. 

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus