Netflix não precisá seguir cota de conteúdo nacional

Proposta que determinava 20% de conteúdo nacional nas plataformas de streaming foi vetada

05/09/2017 17h04

Por Iara Vasconcelos

Durante reunião do Conselho Superior de Cinema, o ministro da cultura Sérgio Sá Leitão derrubou a proposta que previa cota de conteúdo nacional para plataformas de streamings.

O projeto que foi barrado previa estender a empresas como Netflix, HBO Go, Now e Globo Play a lei que é exigida das televisões pagas desde 2011 e determina que ao menos 20% do conteúdo disponibilizado seja brasileiro.

No futuro, a Netflix pretende lançar a segunda temporada da série 3% e a ação O Matador, primeiro longa com produção da plataforma gravado inteiramente no Brasil.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus