Jornal revela divida da Netflix e empresa rebate

Veja como ocorreu a polêmica

01/08/2017 12h06 (Atualizado em 01/08/2017 18h17)

Por Iara Vasconcelos

[Atualizado 01/8] A Netflix entrou em contato com o Cineclick e esclareceu as declarações feitas pelo L.A. Times. Confira abaixo a declaração oficial:

"A matéria do LA Times calcula erroneamente nossa dívida com o valor de US$ 20 bilhões ao considerar nossas obrigações de transmissão (por exemplo, contratos de conteúdo com estúdios), no valor de US$ 15,7 bilhões, como parte dessa dívida, o que não procede. Temos uma dívida total bruta de US$ 4,8 bilhões versus o nosso valor no mercado de ações que é de US$ 75 bilhões. 

Contextualizando, os US$15,7 bilhões são referentes à gastos futuros com conteúdos que trarão resultados ao longo do tempo. Todos os canais de televisão aberta e a cabo, além de serviços de streaming, têm contratos de licenciamento e utilizam a mesma estrutura. Como referência, Disney/ESPN tem US$49 bilhões em compromissos similares para contratos relacionados a esportes."

[Fim da atualização] 

Segundo o jornal The Los Angeles Times, a Netflix já acumula uma dívida de US$ 20 bilhões derivada dos gastos com suas produções originais.

Segundo a publicação, a quantia representa uma soma de empréstimos feitos pela empresa para aumentar seu número de usuários e conseguir driblar a concorrência direta contra a Amazon e o Hulu. Confira abaixo o gráfico divulgado:

Gráfico de ganhos da Netflix

Recentemente, a Netflix anunciou o cancelamento de algumas de suas produções como The Get Down e Sense8, as mais caras da empresa. 

Ainda assim, a plataforma só vem crescendo nos últimos meses e ja soma 104 milhões de assinantes com crescimento de 25% no ano de 2017. Com isso, não deve ser difícil quitar essa dívida.

Vale lembrar também que algumas das produções de maior sucesso do serviço são produzidas por outras empresas como a Marvel (com suas séries originais) e a Lionsgate (Orange is The New Black).

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus