O Irlandês é introspectivo ao abordar a moralidade humana

Longa chega no dia 14 de novembro aos cinemas

13/11/2019 17h49

Por Daniel Reininger

Martin Scorsese estreia na Netflix com um filme feito sob medida para o streaming. O Irlandês é um belo filme de gângster e, como já assistimos, te contamos o que achamos do longa que chega no dia 14 de novembro aos cinemas e, certamente, estará no Oscar 2020:

"O roteiro de Steven Zaillian (Gangues De Nova York) abrange décadas da vida de Frank "O Irlandês" Sheeran ( Robert De Niro), da década de 1950 até o início dos anos 2000. Ele trabalhou para o chefe da máfia da Pensilvânia, Russell Bufalino (Joe Pesci), e, eventualmente, para o líder sindical Jimmy Hoffa (Al Pacino).

A narrativa procura focar no desenvolvimento dos personagens e são poucos os conflitos iniciais, enquanto vemos a relação de Frank e seus dois chefes evoluir. Entretanto, aos poucos, começa a deterioração do relacionamento do protagonista com sua família e também a situação entre os seus chefões e amigos, levando a encruzilhadas interessantes.

Muito se falou sobre o rejuvenescimento digital de De Niro, Pesci e Pacino e, de fato, leva um tempo para acostumar, mas nunca é tão esquisito quanto nos filmes da Marvel e nem bizarro como a reconstrução Peter Cushing em Rogue One: Uma História Star Wars. Na verdade, as atuações são mais importantes do que a tecnologia e isso fica claro do começo ao fim."

CONFIRA A CRÍTICA COMPLETA

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus