Os Mercenários 4: Terry Crews deixou o elenco após ser ameaçado por denunciar assédio

O ator deu um depoimento no Senado dos EUA

26/06/2018 16h44

Por Thamires Viana

O ator Terry Crews deu um depoimento no Senado dos EUA e disse que foi ameaçado com retaliação por falar sobre um ataque sexual que sofreu de um agente em Hollywood. Além disso, Crews explicou os motivos de não estar mais no elenco de Os Mercenários 4. (via Deadline)

O ator contou que Avi Lerner, produtor do longa, ligou para seu empresário e pediu que o ator desistisse de seu caso contra o agente Adam Venit para poder aparecer no novo filme da franquia.

"Não. Simplesmente porque esse mesmo produtor está sob sua própria... investigação", disse Crews. "Abusadores protegem os abusadores - e isso é uma coisa que eu tive que decidir, se eu iria traçar a linha. Eu vou fazer parte disso ou vou tomar uma posição, e há projetos que eu tive que recusar", revelou.

Confira o depoimento (em inglês): 

Lerner foi processado por assédio sexual, ambiente de trabalho hostil e discriminação de gênero por uma mulher identificada apenas como Jane Roe. Na época em que o processo foi arquivado, o produtor descartou as alegações como "mentiras" e "uma piada".

Crews foi uma das três pessoas chamadas para testemunhar em uma audiência sobre a Carta de Direitos dos Sobreviventes de Assédio Sexual, que fornece novos direitos para as vítimas de violência no código penal federal. 

"Hollywood definitivamente tem sido uma área problemática, simplesmente porque muitas pessoas vêem isso como um sonho. E o que acontece é que alguém tem poder sobre esses sonhos", disse o ator. "E o que acontece também é que você é levado a pensar que esse tipo de comportamento é esperado, que é parte do trabalho, que esse assédio, abuso e até estupro fazem parte da descrição do seu trabalho", completou.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus