Oscar 2017: Aquarius, Mais Forte que o Mundo e Chatô na disputa para representar Brasil

Filme escolhido será divulgado no dia 12 de setembro

06/09/2016 10h17

Por Iara Vasconcelos

O Ministério da Cultura divulgou na segunda-feira (5) os 16 longas nacionais que podem representar o Brasil na disputa por uma vaga na categoria "melhor filme estrangeiro" no Oscar 2017.

+ Oscar 2017: Veja quem está na disputa pelas estatuetas

O polêmico Aquarius, de Kléber Mendonça Filho, integra a lista ao lado de Chatô, O Rei Do Brasil, de Guilherme Fontes, que levou 20 anos para ser lançado, e Mais Forte Que O Mundo - A História De José Aldo, drama de  Afonso Poyart sobre a história do lutador brasileiro de MMA.

A Despedida, de Marcelo Galvão
Mais Forte Que O Mundo - A História De José Aldo, de Afonso Poyart
O Outro Lado Do Paraíso, de André Ristum
Pequeno Segredo, de David Schurmann
Chatô, O Rei Do Brasil, de Guilherme Fontes
Uma Loucura De Mulher, de Marcus Ligocki Júnior
Aquarius, de Kleber Mendonça Filho
Nise - O Coração Da Loucura, de Roberto Berliner
Vidas Partidas, de Marcos Schetchman
O Começo Da Vida, de Estela Renner
Menino 23 - Infâncias Perdidas No Brasil, de José Belisario Cabo Penna Franca
Tudo Que Aprendemos Juntos, de Sérgio Machado
Campo Grande, de Sandra Kogut
A Bruta Flor Do Querer, de Andradina Azevedo e Dida Andrade
Até Que A Casa Caia, de Mauro Giuntini
O Roubo Da Taça, de Caito Ortiz.

Vale a pena frisar que Boi Neon, de Gabriel MascaroMãe Só Há Uma, de Anna Muylaert, saíram da da disputa em apoio a Aquarius. Os cineastas acusaram o governo de boicote ao filme após o elenco protestar contra o presidente Michel Temer durante o Festival de Cannes, algo que se repetiu no Festival de Gramado neste mês.

+ Leia a crítica de Aquarius

O escolhido será divulgado no dia 12 de setembro, após os votos da comissão especial nomeada pelo MinC.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus