Oscar premia diretor mexicano pela quinta vez em seis anos

Desde 2014, com exceção de 2017, só mexicanos levaram a estatueta de Melhor Direção

25/02/2019 02h22

Por Thamires Viana

E foi com Alfonso Cuarón que a Academia completou cinco anos -quase- consecutivos premiando diretores mexicanos. Foi em 2014 que o próprio Cuarón deu início a uma "regra" vencendo a categoria por seu trabalho em Gravidade, longa estrelado por Sandra Bullock.

Já em 2015, foi a vez de Alejandro González Iñárritu levar para casa o prêmio de Melhor Direção por Birdman Ou A Inesperada Virtude Da Ignorância, que naquele ano também saiu como o vencedor na categoria de Melhor Filme. A atração é estrelada por Michael Keaton e Emma Stone.

No ano seguinte veríamos uma das melhores coisas da premiação acontecer: finalmente Leonardo DiCaprio sairia do limbo e ganharia sua primeira e merecida estatueta por O Regresso. O prêmio veio pelas mãos de Iñárritu, que mais uma vez levou o Oscar de Melhor Direção. 

Em 2017, o México deu uma pausa e a estatueta foi para o jovem Damien Chazelle, norte-americano responsável por La La Land - Cantando As Estações, um dos filmes que mais divide opiniões na história. E ah, foi nesse ano também que tivemos a maior confusão da premiação: o erro sobre quem era o vencedor de Melhor Filme! O filme de Chazelle estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling foi anunciado no palco, mas o verdadeiro ganhador foi Moonlight - Sob A Luz Do Luar

Será que a falta de um diretor mexicano levou a premiação ao azar? Fica aí o questionamento! 

Mas em 2018 foi a vez de Guillermo Del Toro levar sua primeira estatueta e o México voltar à disputa! O diretor queridinho dos fãs de criaturas fantásticas ganhou como Melhor Diretor e Melhor Filme por A Forma Da Água.

E neste ano, sem muitas surpresas, Alfonso Cuarón garante mais uma vez uma estatueta para sua estante pelo belíssimo trabalho em Roma, um dos filmes mais pessoais e emocionantes de sua carreira. Apesar de ser o favorito para garantir o prêmio de Melhor Filme, a produção foi para casa como o Melhor Filme Estrangeiro, além de ser eleito na categoria de Melhor Fotografia, que também contou com a direção de Cuarón.

Merecidíssimos!

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus