Oscar: Spike Lee diz que vai boicotar cerimônia por falta de atores negros na disputa

Cineasta desabafa pelo Instagram

18/01/2016 19h39

A divulgação dos indicados ao Oscar 2016, que ocorreu na última quinta-feira (14), mostrou que a tradicional premiação continua pouco diversa. A falta de atores negros foi o alvo principal das críticas, principalmente de Cheryl Boone - presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood e primeira Afro-americana a ocupar o cargo - que pediu mais representatividade no futuro da premiação.

+ Oscar está mais social, mas continua pouco diverso

Quem também se pronunciou a respeito da falta de diversidade foi Spike Lee. O cineasta, que recebeu um Oscar honorário em novembro do ano passado por sua carreira, revelou que boicotará a cerimônia desse ano. O comunicado foi publicado em seu Instagram oficial, nesta segunda-feira (18). 

+ Veja nosso especial do Oscar 2016

"Nós não podemos apoiar isso e eu não quero desrespeitar os meus amigos, o apresentador Chris Rock, o produtor Reggie Hudlin, a presidente Isaacs e a Academia. Mas, como é possível pelo segundo ano consecutivo todos os 20 candidatos na categoria de ator serem brancos? E não vamos nem entrar em outros ramos. Quarenta atores brancos em dois anos e nenhuma personalidade. Não podemos atuar?!", escreveu Lee, que utilizou a hashtag #Oscarsowhite - criada para a cerimônia do ano passado - e lembrou do aniversário de Martin Luther King.

Em seu discurso, na ocasião em que recebeu o Oscar honorário, ele relembrou que o conservadorismo da própria indústria do cinema ainda é um obstáculo a ser vencido: "É mais fácil para um afro-americano ser presidente dos EUA do que presidente de um estúdio de Hollywood". 

Os vencedores do Oscar 2016 serão anunciados no dia 28 de fevereiro.

+ Veja a lista de indicados ao Oscar 2016

Confira a publicação:

 

#OscarsSoWhite... Again. I Would Like To Thank President Cheryl Boone Isaacs And The Board Of Governors Of The Academy Of Motion Pictures Arts And Sciences For Awarding Me an Honorary Oscar This Past November. I Am Most Appreciative. However My Wife, Mrs. Tonya Lewis Lee And I Will Not Be Attending The Oscar Ceremony This Coming February. We Cannot Support It And Mean No Disrespect To My Friends, Host Chris Rock and Producer Reggie Hudlin, President Isaacs And The Academy. But, How Is It Possible For The 2nd Consecutive Year All 20 Contenders Under The Actor Category Are White? And Let's Not Even Get Into The Other Branches. 40 White Actors In 2 Years And No Flava At All. We Can't Act?! WTF!! It's No Coincidence I'm Writing This As We Celebrate The 30th Anniversary Of Dr. Martin Luther King Jr's Birthday. Dr. King Said "There Comes A Time When One Must Take A Position That Is Neither Safe, Nor Politic, Nor Popular But He Must Take It Because Conscience Tells Him It's Right". For Too Many Years When The Oscars Nominations Are Revealed, My Office Phone Rings Off The Hook With The Media Asking Me My Opinion About The Lack Of African-Americans And This Year Was No Different. For Once, (Maybe) I Would Like The Media To Ask All The White Nominees And Studio Heads How They Feel About Another All White Ballot. If Someone Has Addressed This And I Missed It Then I Stand Mistaken. As I See It, The Academy Awards Is Not Where The "Real" Battle Is. It's In The Executive Office Of The Hollywood Studios And TV And Cable Networks. This Is Where The Gate Keepers Decide What Gets Made And What Gets Jettisoned To "Turnaround" Or Scrap Heap. This Is What's Important. The Gate Keepers. Those With "The Green Light" Vote. As The Great Actor Leslie Odom Jr. Sings And Dances In The Game Changing Broadway Musical HAMILTON, "I WANNA BE IN THE ROOM WHERE IT HAPPENS". People, The Truth Is We Ain't In Those Rooms And Until Minorities Are, The Oscar Nominees Will Remain Lilly White. (Cont'd)

Uma foto publicada por Spike Lee (@officialspikelee) emJan 18, 2016 às 5:03 PST


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus