Patrick Stewart e James McAvoy divulgam X-Men em São Paulo

Atores interpretam Professor Xavier em diferentes idades

14/05/2014 17h54

Por Daniel Reininger

Nesta quarta-feira, Patrick Stewart e James McAvoy participaram de uma entrevista coletiva em São Paulo para divulgar X-Men: Dias De Um Futuro Esquecido. Os atores que vivem o professor Xavier falaram do personagem, da carreira e acabaram até comentando sobre futebol.

Com a proximidade da Copa do Mundo, Stewart disse que seu herói é o técnico da seleção brasileira Luis Felipe Scolari. O ator disse que vai encontrar o treinador nesta sexta-feira e aproveitou para relembrar sua primeira visita a São Paulo, em 1962, aos 22 anos, como parte da turnê pela América Latina da companhia inglesa Old Vic. "Lembro-me da cidade ser pequena e muito branca. Hoje a evolução tornou a cidade gigante, mostrando que nós seres humanos estamos sempre evoluindo, assim como os X-Men".

Quando questionado se mudaria algo de seu passado, seguindo o tema do novo filme dos mutantes, Patrick disse apenas que "diria para eu deveria me divertir mais". James McAvoy, que interpreta a versão mais jovem do criador dos X-Men, diante da mesma pergunta disse que gostaria de apagar alguns filmes de seu currículo. "Diria para mim mesmo recusar alguns papéis, fiz muita coisa ruim. Mas o que mais gostaria de fazer era me observar com cinco anos de idade, ver o que eu fazia", declarou. O ator escocês não citou quais títulos gostaria de excluir de sua vida, mas produções como O Procurado, de 2008, foram massacrados pela crítica.

Sempre muito simpáticos, brincaram com a plateia e até assinaram revistas em quadrinhos de um repórter, mas também falaram sério sobre a situação atual das minorias. "Estamos vivendo um tempo de intolerância, ressentimento e ódio. Abro o New York Times e o The Guardian e não consigo ler. Mas vejo Ian McKellen, que se dispôs a lutar pelos LGBT em um momento em que atores não o faziam. E agora a Ellen Page segue o mesmo caminho e tenho que ser otimista. Muita gente que antes não tinha voz agora tem", disse Stewart.

Patrick Stewart e James McAvoy

X-Men sempre teve como tema central o preconceito. "Eles sofrem, são perseguidos, têm dilemas. E tento fazer isso da maneira mais humana possível, afinal as pessoas se identificam melhor ao se verem retratadas na tela", disse McAvoy, o qual ainda revelou que, quando criança, gostaria de ter o poder de fazer as pessoas gostarem dele.

Sobre viverem o mesmo papel, os dois trocaram elogios: "É uma honra ter trabalhado com Patrick. Sei que vou ser criticado pelo papel justamente por ser interpretado por um grande ator", disse McAvoy. Enquanto o ator inglês veterano completou: "Somos bem diferentes, inclusive fisicamente. Mas James faz um excelente trabalho. Vi o filme duas vezes e em muitas cenas me vejo na pele de James como Xavier. Ele poderia ser o Capitão Picard caso façam a versão jovem dele em Star Trek. Tenho grande admiração pelo trabalho que faz, afinal ele foi a melhor opção para ser o Professor Xavier do passado".

Para finalizar, McAvoy afirmou que está ansioso para aparecer careca na franquia. "Aconteceria neste filme, mas desistimos. Quando acontecer tem que ser algo grande, o personagem não pode aparecer sem cabelo de um longa para o outro".

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido estreia no dia 22 de maio no Brasil e mostra como Wolverine (Hugh Jackman) tem sua consciência enviada ao passado para tentar mudar fatos que causaram uma guerra capaz de deixar humanos e mutantes à beira da extinção.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus