Patty Jenkins responde críticas de James Cameron sobre Mulher-Maravilha

Diretora diz que Cameron não consegue entender o que a heroína representa

25/08/2017 11h47

Por Iara Vasconcelos

Uma polêmica envolvendo o premiado diretor James Cameron e a diretora de Mulher-maravilha Patty Jenkins está agitando Hollywood.

Em entrevista recente ao The Guardian, o diretor de Titanic afirmou que o primeiro longa solo da Amazona estava sendo exageradamente aclamado:

"Todos os tapinhas nas costas de 'auto parabenização' que Hollywood tem feito sobre Mulher-Maravilha foram tão equivocados. Ela é um ícone objetificado, e é apenas o olhar masculino de Hollywood fazendo o que sabe fazer de melhor. Não estou dizendo que não gostei do filme, mas para mim é um retrocesso. Sarah Connor nunca foi um ícone de beleza, ela era forte e mesmo sendo uma mãe terrível no início, conseguiu ganhar o respeito do público por sua coragem".

Claro que Jenkins não deixou barato e usou seu Twitter para discordar da opinião do cineasta: "A falta de capacidade de James Cameron em entender o que a Mulher-Maravilha é, ou o que ela representa para as mulheres de todo o mundo não me surpreende, pois apesar de ser um grande profissional, ele não é uma mulher. Eu aprecio seu elogio ao meu filme Monster - Desejo Assassino, que retrata uma mulher forte apesar de abalada. Entretanto, se as mulheres precisarem sempre ser duronas, intensas e problemáticas para mostrar essa força, se não tivermos a liberdade de retratá-las de formas diversas e celebrar um ícone feminino mundial por ela ser amável e bela, então não evoluímos nada".

A diretora ainda completa: "Eu acredito que as mulheres podem e devem ser tudo, assim como os protagonistas masculinos devem ser. Não há jeito certo ou errado de ser uma mulher poderosa. Acredito que a quantidade enorme de mulheres que foram assistir ao filme e fizeram dele um sucesso podem claramente julgar quem são seus símbolos de progresso."

Independente do posicionamento de cada um, é inegável que a heróina é um ícone das HQ'S. Para conhecer um pouco mais sobre a personagem, vale a pena conferir a história dela pelo olhar de George Perez na série Lendas do Universo DC ou de Brian Azzarello nas revistas Mulher Maravilha: Sangue e Mulher Maravilha: Direito de Nascença.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus