Presidente da Sony diz que estúdio será vendido se não começar a crescer

Tony Vinciquerra faz alerta sobre mudanças na indústria

19/01/2018 11h26

Por Iara Vasconcelos

Parece que o cenário não anda nada bem para a Sony. Apesar do sucesso de Jumanji: Bem-vindo À Selva e das apostas no filme solo do vilão Venom, o estúdio anda passando por maus bocados e pode acabar tendo o mesmo destino da Fox.

Durante um evento de executivos da indústria do cinema, o chairman Tony Vinciquerra afirmou que o futuro da Sony é incerto e fez uma previsão nada animadora: "Se nós não crescermos, seremos comprados por alguém. Eu não aceitei esse cargo para exercê-lo por um ano e depois vender a empresa", lamentou.

Para ele, a necessidade de uma escala global de lançamentos e a dificuldade de distribuição das produções em alguns países são os principais pontos a serem resolvidos para salvar as companhias. Vinciquerra ainda disse acreditar que com a aquisição da Fox pela Disney a tendência é que a quantidade de grandes estúdios diminua com o tempo.

"As pessoas estão cientes de que o mercado está mudando rapidamente. Se não acompanharmos, não ficaremos no cenário por muito tempo", alertou.

O crescimento das plataformas de streaming, como a Netflix, a Amazon e o Hulu, também são apontados como estimuladores dessa crise em Hollywood.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus