Raio-x: Entenda a importância dos X-Men para o entretenimento

HQs levantaram questões sociais e o filme de 2000 ajudou a mudar Hollywood

20/05/2020 17h00

Por Daniel Reininger

X-Men se tornou uma das mais importantes franquias da cultura pop não só por suas histórias criativas e interessantes, mas também por sua relevância em diversas áreas. As HQs foram extremamente importantes para levantar questões sociais, de igualdade e diversidade.

Para a Marvel Comics, os X-Men foram o carro chefe da marca nos anos 80 e 90 e seguram a empresa quando tudo mais ia mal. Por isso, algumas das melhores histórias em quadrinhos já feitas foram escritas para os mutantes.

No cinema, nas mãos da Fox, o grupo abriu as portas para os filmes de super-heróis como conhecemos hoje com o longa lançado lá nos anos 2000. Aquele filme já tinha elementos que veríamos replicados e explorados em tantos outros e ajudaria a criar um movimento que mudou a indústria de Hollywood.

Entenda melhor porque X-Men é tão importante para a cultura pop e o entretenimento:

Questões Sociais

Diferente da maioria das histórias clássicas de super-heróis, X-Men sempre teve foco no discurso social e na questão dos direitos para todos. É uma história sobre igualdade, afinal, foi inspirada na luta por direitos civis dos afro-americanos nos EUA, liderada por Martin Luther King e Malcom X.

Como consequência, as disputas das HQs não estão restritas apenas a vilões e heróis, afinal Wolverine e companhia sempre tiveram outra preocupação: evitar se tornarem cidadãos de segunda classe, oprimidos pelo sistema.

X-men - quadrinhos

O grupo sempre enfrentou grupos extremistas, pressão do governo, senadores inescrupulosos, políticas racistas e precisou lutar por seus direitos. Ativismo sempre fez parte de suas histórias e existem semelhanças entre as lutas dos mutantes e a comunidade LGBTQI+ e de diversas minorias.

Além disso, religião, política, ciência, ética e diversos temas relevantes sempre estiveram em pauta em suas histórias e sempre capaz de levantar reflexões.

Seria importante ver os X-Men de volta aos holofotes e com força total para ajudar a trazer esses temas de volta à tona.

Poder feminino

Com Jean Grey, Vampira, Mística, Tempestade, Lince Negra, X-23 e tantas outras, X-Men é um dos núcleos que mais privilegia o poder feminino nos quadrinhos. Seja por representar indiretamente questões sobre diversidade, seja por possuir diversas heroínas poderosas e relevantes em sua trama, sempre aprofundou suas mulheres, mesmo quando caia em clichês da hipersexualização das formas femininas, algo que diminuiu com o tempo, apesar de ainda ser uma questão a ser resolvida, mas isso é assunto para outra pauta.

Em X-Men, a luta dos mutantes por seu lugar na terra é travada pelo grupo moderado do professor Xavier de um lado, e pelos radicais de Magneto pelo outro. Os dois lados da batalha dos mutantes possuem heroínas (ou vilãs) imponentes e diversas e isso faz parte do aprofundamento dos X-Men.

Girl Power X-Men

Essa franquia sempre se esforçou para entender as características que diferem as mulheres dos homens para criar os integrantes do grupo. O processo de fortalecimento das heroínas aconteceu aos poucos, mas, uma vez entendida a necessidade de representar a multiplicidade dos gêneros, suas mulheres foram transformadas em personagens verdadeiramente profundas. Assim, os elementos emocionais e psicológicos do universo feminino foram tornados metaforicamente nos poderes das X-Women.

Profundas e mais fiéis à diversidade de elementos que caracteriza o universo feminino, as heroínas de X-Men ajudam em muitos pontos a diversidade na cultura pop.

Cinema

Os filmes da franquia dos mutantes são importantes demais para a indústria. Não só porque fizeram bilhões de dólares em bilheteria (US $ 4,9 bilhões em todo o mundo) e conquistaram milhões de fãs ao redor do mundo, mas porque ajudaram a mudar a indústria do cinema e do entretenimento como conhecemos hoje.

O próprio autor Mark Millar (O Velho Logan, Kick-Ass) disse que o filme de 2000 de Singer "revolucionou" os longas de super-heróis.

Pois é, com X-men, O Filme, Hollywood mostrou começar a entender a necessidade de entender melhor o material base e ter um cuidado muito maior para leva-lo às telas, Mesmo com muitas mudanças, essas alterações precisam ser justificadas e ainda ter alguma conexão com o universo original ou a realidade. Até então, era algo que raramente acontecia com os filmes baseados em quadrinhos.

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido

Além disso, ficou claro que um filme sobre um grupo de super-heróis poderia funcionar nas telonas, desde que se tomasse alguns cuidados, como dividir o tempo de tela entre os personagens, apesar de manter um protagonista.

Se hoje temos tantos bons filmes baseados em quadrinhos, uma das fontes mais ricas de boas histórias da cultura pop, podemos agradecer a X-Men e suas sequências, apesar de todas as suas falhas e diferenças em relação ao material original, seu papel foi crucial para esse movimento.

Agora, nas mãos da Marvel Studios, a esperança é que adaptações mais féis ao material original sejam lançados. Ainda melhor se forem capazes de conversar com o incrível Universo Cinematográfico da Marvel. Seria uma volta para casa muito justa para esses personagens tão amados.

 

Neste artigo você leu sobre: X-men, O Filme, X-men 2, X-men: O Confronto Final, X-men: Primeira Classe, X-men: Dias De Um Futuro Esquecido, X-men: Apocalipse, X-men: Fênix Negra, Logan, Wolverine - Imortal, X-men Origens: Wolverine

 

Veja também: X-Men:

X-Men: Entenda a cronologia e erros de continuidade dos filmes

Entenda o que são as Sentinelas, robôs caçadores de mutantes



Deixe seu comentário
comments powered by Disqus