Confira razões para começar a assistir Doctor Who no streaming

Com mais de 50 anos de existência, existem muitos pontos para começar a assistir essa cultuada série

01/04/2020 18h00

Por Daniel Reininger

Doctor Who é uma das séries mais bem sucedidas da TV mundial, com mais de 50 anos desde que foi ao pela primeira vez pela BBC, possui uma capacidade incrível de se renovar para atingir novos públicos. Caso você não tenha tido coragem ainda de mergulhar nesse clássico britânico por ser algo muito extenso ou por não conhecer direito do que se trata, o Cineclick te dá 7 motivos para começar a assistir agora mesmo.

Mas antes, conheça a sinopse geral e saiba onde assistir as temporadas mais recentes (de 2005 até hoje) no Brasil. Na trama, um alienígena que se autointilitula "Doutor", membro de uma raça conhecida como Senhores do Tempo, rouba uma nave espacial e máquina do tempo chamada TARDIS e passa a explorar diversos momentos do tempo e espaço. Ele sempre procura ter companheiros ao seu lado e envolvido em situações diversas, normalmente envolvendo salvar a própria pele ou civilizações que encontra. Na trama atual, retomada em 2005, ele se tornou o último de sua raça ao acabar com uma terrível catástrofe chamada Guerra do Tempo. Onde assistir: Globoplay

Confira razões para assistir:

Após 50 anos, ainda está no ar e não é a toa

A série estreou em 1963 e, após um hiato de alguns anos lá pela década de 90, voltou com tudo em 2005. Até hoje, a série continua firme e forte e com tramas bem desenvolvidas e muita criatividade. O programa britânico consegue se reinventar com histórias inteligentes, personagens bem desenvolvidos e monstros incríveis, além de muito humor, drama, tensão. E o mais legal: a qualidade de produção está cada vez melhor, conforme os anos passam.


É divertido e varia entre gêneros

É divertido demais e retoma aquela sensação de ser criança e fugir de dinossauros pela sala ou imaginar mundos impossíveis. Pois é, os personagens de Doctor Who têm aventuras incríveis e inusitadas toda semana. As possibilidade são infinitas e o série consegue ter capítulos voltados para o terror, para o drama, para a comédia, para a ação com muita facilidade. Tudo isso, com um arco central evoluindo a história do personagem e de cada temporada.  

Matt Smith como Doctor Who


Existem muitos pontos para começar a assistir sem precisar ver tudo

Obviamente, você não precisa começar a assistir a série com os episódios de 1963. Até porque na Globoplay só estão os criados a partir de 2005, mas também nem é preciso começar tão longe. Como a série muda de arco a cada temporada e de protagonista a cada regeneração (quando o Doutor muda de corpo e personalidade), é possível iniciar a série de qualquer novo Doutor.

As boas opções de início são: 

Temporada 1, de 2005, com Christopher Eccleston na pele do Doutor

Temporada 3, de 2006, com David Tennant como Doutor

Temporada 5, de 2009, com Matt Smith no papel do Doutor

Temporada 8, de 2014, com Peter Capaldi como protagonista

Temporada 11, de 2018, com Jodie Whittaker como Doutora


Se preocupa com representatividade

Outra questão valiosa é como a série procura dar espaço para personagens de todos os tipos, raças, idades, religião, gêneros, orientação sexual. Tanto os personagens, como a ideologia da série é conhecer e aceitar as diferenças. Um dos pontos principais é o respeito a culturas diferentes e uma das maiores críticas da série acontece ao colocar como antagonista uma raça alienígena agressiva incapaz de lidar com o diferente. Além disso, os companheiros do Doutor sempre são muito importantes na trama e possuem origens muito variadas e histórias muito humanas. 

Peter Capaldi em Doctor Who


É um sci-fi de qualidade

Para quem gosta de ficção científica, é um prato cheio. A série tem muitas questões de ciência real em ação na série, mas faz bem ao misturar essa realidade com tons de fantasia, o suficiente para deixar tudo mais interessante e criativo, mas sem abandonar completamente as leis da física. Além disso, como todo bom sci-fi, traz diversas críticas sociais e políticas e reflexões que podemos fazer sobre nossa própria sociedade atual. Além disso, é um passeio pela história de nosso planeta também, com visitas a diversos pontos do passado e do futuro.


Dilemas morais intrigantes

A série coloca o Doutor diante de situações complexas, levantando questões morais de diversos tipos e trazendo discussões e reflexões ao espectador de forma natural, sem forçar a mão e ser perder o foco no entretenimento. Sem falar que os vilões são magníficos, o mais legal é que o inimigo de hoje, pode ser o aliado de amanhã na trama. Mas só assistindo para entender essas dinâmicas complexas. 


Easter Eggs e participações especiais

A série está repleta de referências à própria série, mas também à cultura pop como um todo. Quem gosta disso, vai se divertir muito caçando esses easter eggs. Além disso, a série conta com diversas participações especiais de celebridades que agitam os capítulos da série com personagens interessantes, como: James Corden, Timothy Dalton, John Cleese, Kylie Minogue, Andrew Garfield, David Morrissey, Colin Morgan, elenco de Harry Potter, Game of Thrones, Michael Sheen, David Harewood, Carey Mulligan, Mark Sheppard, Bill Nighy, Felicity Jones, Sir Ian McKellen, Simon Pegg e Nick Frost.

Veja o trailer da temporada mais recente, que estreou em 2020:

Veja Também: Os melhores filmes sobre Viagem no Tempo


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus