Roman Polanski fala sobre acusações de estupro: "Esse assunto já acabou"

Diretor quebra o silêncio e concede entrevista rara a imprensa

02/10/2017 14h19

Por Iara Vasconcelos

Durante entrevista rara ao The Hollywood Reporter, o cineasta Roman Polanski quebrou o silêncio de anos e falou sobre as acusações de estupro e a decisão de um juiz de Los Angeles que negou sua anistia, permitindo que ele ainda possa ser preso se pisar em território americano.

"Samantha Geimer [a vítima] pediu para que esse assunto fosse encerrado há mais de 30 anos. Sinto muito se os juízes que lidaram com o caso nos últimos 40 anos eram corruptos, um cobrindo o outro. Eu já assumi minha culpa pelo ocorrido, já fui preso e voltei aos EUA justamente pra isso, mas as pessoas esquecem desse fato ou simplesmente não sabem".

O diretor, conhecido por filmes como O Pianista e O Bebê De Rosemary, foi condenado a 50 anos de prisão pelo estupro de uma adolescente de 13 anos em 1977. Para escapar da prisão, acabou se refugiando em outros países e até se radicou na Suíça, onde ainda vive e chegou a ficar preso pelo período de um ano.

No começo do ano, Polanski desistiu de presidir a cerimônia do César Awards, considerado o "Oscar francês", após protestos de instituições feminista

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus