Séries para quem sente saudades da década de 80

Conheça algumas séries incríveis ambientadas nos anos 80

28/06/2020 17h04

Por Daniel Reininger

Os anos 80 voltaram com tudo e não só no sentimento de nostalgia, mas também nas produções de séries. O lance agora é reviver a década em novas produções repletas de referências para garantir um verdadeiro retorno ao passado. Com estética emblemática, as produções de televisão e das plataformas de streaming abusam da temática, então selecionamos as mais legais que são inspiradas nessaa época:

Stranger Things

Stranger Things é um verdadeiro fenômeno da Netflix e não é por acaso. Mesclando drama e ficção-científica, a série que acompanha um grupo de amigos é a mais famosa entre as séries oitentistas. Dinâmica, a cada nova temporada fica ainda mais fascinante. O grande mote da série é o desaparecimento do garoto Will, que ficou preso no Mundo Invertido, levando seus amigos, sua mãe e seu irmão a iniciarem uma longa busca por seu paradeiro. Com a ajuda de Eleven, Will consegue voltar ao "mundo real", entretanto os traços de sua experiência na outra dimensão continuam a acompanhá-lo. 

Glow

GLOW, série de luta-livre da Netflix, é inspirada por eventos reais ao acompanhar a história de mulheres da liga do esporte feminino nos anos 1980. Ela é protagonizada por Alison Brie (Mad Men) no papel de uma atriz desempregada que tenta a sorte com uma série semanal sobre luta feminina. Criada por Liz Flahive e Carly Mensch, traz no elenco Betty Gilpin e Marc Maron. Focando na diversidade, conta histórias de mulheres reais e nos conflitos das personagens como traições, relacionamentos e como lidar com o fracasso.

The Americans

Os anos 80 foram marcados pelos medo da guerra fria e a paranoia da tensão entre o capitalismo americano e o socialismo soviético. The Americans não só é ambientado nessa amada década e a recria com perfeição, mas também mostra a vida de um casal de agentes secretos da KGB infiltrados nos Estados Unidos. Tensão, espionagem, medo, ação e questões familiares fazem parte de uma das melhores séries da TV já produzidas nessa época.

Pose

A série POSE vem fazendo o maior sucesso desde a estreia. A trama vai muito além do glamour e das roupas extravagantes. A série conta com o maior elenco de atores transgêneros da história e aborda temas como relacionamentos, preconceito, família, saúde e politização da causa LGBT. O pano de fundo é passado no universo dos bailes da comunidade LGBT de Nova York no fim dos anos 80 (primeira temporada) e início dos 90 (segunda temporada). Ainda assim, o enredo debate questões da época que são pautas bastante atuais para os dias de hoje. Os mais diferentes personagens, que possuem histórias únicas e complexas, se convergem em um ponto comum que é, justamente, o baile. É neste ambiente que o cruzamento das linhas de tempo acontece e as questões são posicionadas na série.

The Get Down

A série da Netflix aborda o início do Hip-Hop. Embora comece na Nova York dos anos 70, entra nos anos 80. A trama mostra o encontro dos garotos do Bronx que optaram pela música ao invés do crime. The Get Down mistura fatos com ficção. A trilha sonora traz canções originais e novas versões de músicas clássicas da época. A série é uma criação de Baz Luhrmann (Moulin Rouge - Amor Em Vermelho). Estão no elenco nomes como Herizen Guardiola, Yahya Abdul-mateen Ii, Skylan Brooks, Tremaine Brown Jr., Mamoudou Athie, Jimmy Smits, Giancarlo Esposito e Jaden Smith.

Todo Mundo Odeia o Chris

A sitcom Todo Mundo Odeia o Chris é uma das séries de maior sucesso no Brasil e é baseada livremente na infância e adolescência do ator Chris Rock. Estrelada pelos atores Tyler James Williams, Terry Crews, Tichina Arnold, Imani Hakim, Tequan Richmond e Vincent Martella. Ela é narrada por Chris Rock já adulto e conta como foi a sua vida pobre em Nova York. O seriado terminou em 2009, mas até hoje é fenômeno de público ao abordar a vida do garoto que lida com o bullying na escola e as confusões de sua família, que raramente perde o bom-humor.

 

Veja também: Nostalgia: clássicos para entender o cinema da década de 80


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus