Sony pagará até US$ 8 milhões de indenização por caso de vazamento de dados

Ataque de Hackers deve dar mais prejuízo à empresa

21/10/2015 20h11

Por Iara Vasconcelos

O vazamento de dados da Sony Pictures por um grupo de Hackers foi um dos casos mais comentados do ano passado e rende polêmicas até hoje. Agora, o estúdio terá que pagar cerca de US$ 8 milhões aos seus funcionários em indenização pelo ciberataque.

O acordo começou a ser fechado em setembro, quando um grupo de oito ex-funcionários da empresa entraram na justiça pedindo a indenização. A Sony terá que pagar  até US$ 10 mil diretamente a cada um dos afetados, o que soma cerca de US$ 2,5 milhões coletivamente. Cerca de US$ 2 milhões vão financiar medidas contra novos ataques, enquanto os outros US$ 3,5 milhões serão destinados aos custos com advogados, revela documento apresentado na última segunda-feira, em tribunal de Los Angeles. Vale ressaltar que o acordo precisa ser ratificado primeiro pelo juiz.

O ataque, ocorrido em 24 de novembro de 2014, resultados na exposição de e-mails comprometedores e dados pessoais, como nomes completos e histórico médico, de pelo menos 47 mil empregados. Até a copresidente do estúdio, Amy Pascal, foi afetada.

+ Entenda o #SonyLeaks, um dos maiores escândalos da história do cinema

Na época, o grupo de Hackers que assumiu o vazamento de informações atribui a represália ao lançamento da comédia A Entrevista, que satiriza o regime ditatorial do norte-coreano Kim Jong-un.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus