Star Wars: George Lucas diz que não teve tanta influência em O Despertar da Força

Cineasta revela que a Disney não gostou de suas ideias para a nova trilogia

01/12/2015 10h46

Durante entrevista ao jornal Washington Post, George Lucas contou que não teve qualquer influência sobre Star Wars: O Despertar Da Força. Além disso, ele comentou que a Disney não gostou da trama que esboçou para a nova trilogia. No entanto, o criador da saga se diz em paz com essa decisão.

"Chamo a venda da Lucasfilm para a Disney como um divórcio. Não existe isso de trabalhar por cima do ombro de outra pessoa. Ou você é o dono ou não é e continuar fazendo isso nunca funcionaria, então disse que 'queria o divórcio'. Sabia que não podia me envolver, pois tornaria a vida deles miserável", comentou Lucas.

+ Confira nosso especial de Star Wars

Na entrevista, o cineasta ainda falou sobre uma das decisões mais controversas da franquia, que está relacionada a inclusão de um disparo a lazer de Greedo no embate com Han Solo, na versão remasterizada de 1997 de Star Wars: Episódio IV - Uma Nova Esperança. No longa original, lançado em 1977, Solo atira primeiro, sem dar ao alienígena qualquer chance de reação.

"Han Solo ia se casar com a Leia e analisando com calma você pensa: 'Ele deveria ser um assassino frio?' Porque eu estava pensando mitologicamente que Solo deveria ser um cowboy, deveria ser um John Wayne. Quando se é um John Wayne, você não atira em ninguém primeiro", argumentou.

O personagem vivido por Harrison Ford é um dos que voltam em O Despertar da Força, marcado para estrear em 17 de dezembro. Dirigido por J.J. Abrams, o longa também conta com Mark Hamill, Carrie Fisher, Adam Driver, Daisy Ridley, John Boyega e Oscar Isaac.

Confira abaixo as duas versões do duelo entre Han Solo e Greedo e tire suas próprias dúvidas:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus