Stranger Things: Veja qual teoria da conspiração inspirou a série

Montauk era o título provisório da série

03/09/2016 15h35

Embora só tenha sido lançada em 2016, Stranger Things é uma produção que vinha sendo pensadam pela Netflix desde 2015. Em abril daquele ano a empresa de serviço de streaming anunciou que produziria a série criada pelos irmãos  Duffer, na época intitulada Montauk.

A primeira versão do título pode revelar a teoria da conspiração que serviu de inspiração para Stranger Things: O Projeto Montauk. Há quem acredite que o hipotético programa era mantido pelo governo americano durante a Guerra Fria, período que durou de 1947 a 1991, com o objetivo de desenvolver recursos estratégicos ousados, que incluia invisibilidade, viagem no tempo e no hiperespaço, além de técnicas de guerra psicológica

A teoria diz que estes estudos era feitos em Camp Hero, na base da Força Aérea em Montauk, em Long Island, mas não pararam aí. Ampliando um pouco o leque de teses conspiratórias, os experimentos feitos em Montauk estaria ligados ao suposto caso de invisibilidade do destroyer de escolta USS Eldridge em outubro de 1943. 

Esta não é a primeira vez que o suposto caso de invisibilidade é abordado nas telas. No filme Projeto Filadélfia, lançado em 1984, dois marinheiros viajam no tempo, indo de 1943 para 1984, reavendo as memórias esquecidas de Al Bielek.

Al Bielek na verdade se chamaria Edward Cameron. Ele afirma ter viajado no tempo e ter feito parte de experimentos. O irmão de Edward, Duncan Cameron, também diz ter participado dos estudos e ter desenvolvido poderes telecinéticos, chagando a ser capaz de libertar um monstro do seu subconsciente.

Assista o vídeo Al Bielek:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus