Vai Que Cola: Descontração domina encontro dos atores com a imprensa em SP

Longa baseado na série do Multishow chega aos cinemas nesta quinta

28/09/2015 17h54

Baseado na série homônima do canal fechado Multishow, Vai Que Cola - O Filme chega aos cinemas do Brasil na próxima quinta-feira (01). Estrelado por Paulo Gustavo (Minha Mãe É Uma Peça), o longa acompanha o cotidiano de moradores do subúrbio do Rio de Janeiro que acaba indo morar no Leblon, um dos bairros mais nobres da cidade.

Membros do elenco, que também é composto por Fernando Caruso (Wilson), Cacau Protásio (Terezinha), Catarina Abdalla (Dona Jô), Fiorella Mattheis (Velna), Samanta Schmütz (Jéssica) e Emiliano D'Ávila (Máicol), tiveram um encontro com a imprensa, nesta segunda-feira (28), em São Paulo, para divulgar o longa. Mesmo sem a presença de Gustavo, os atores fizeram questão de manter o clima de descontração e de bom humor na hora da entrevista.

Fernando Caruso foi um dos mais animados na hora de contar como foi divertido poder gravar o filme. "Quando fazemos a série as coisas são bem corridas, pois gravamos um episódio por dia. No filme tivemos mais tempo, mais liberdade e mais espaço para trabalhar as cenas, o que foi ótimo", comentou o ator.

Vai Que Cola

 

Quem também estava bem a vontade era Schmütz. No longa, ela interpreta Jéssica, uma moça que tem o sonho de ficar famosa e entrar para alta sociedade carioca. "Com certeza foi bem bacana fazer esse filme. Acho importante passar para o público que nós nos divertimos na hora da produção, porque assim eles também vão se divertir", disse a atriz.

Durante o papo, o diretor César Rodrigues comentou que um de seus objetivos na hora de gravar foi justamente manter o clima de descontração entre os atores. "Tentamos fazer com a mesma espontaneidade, com mesmo brilho da série, só que agora com uma história cinematográfica. Eu apostei muito no movimento dos atores. Eu precisava criar um espaço para eles manterem suas características", disse o cineasta.

Além disso, ele falou sobre as características do programa que está no ar desde 2013. Quando perguntado sobre a possibilidade de levar a série para os canais de TV aberta, Rodrigues não titubeou na hora de dar a sua opinião. "Acredito que esse projeto não é para TV aberta. Hoje a TV aberta caminha para um politicamente correto e está muito racionalizada e nós, com o Vai Que Cola, não racionaliza. Claro que quando a gente ultrapassa o limite nós discutimos sobre o assunto, mas sempre procuramos manter uma certa liberdade. Não falo isso para criticar a TV aberta, pelo contrário, só são estilos diferentes", opinou.

Com o mesmo elenco da série, o longa acompanha Valdo, um rapaz que se muda para o Méier, bairro do subúrbio do Rio de Janeiro, depois de cair no golpe de Andrada (Márcio Kieling). Morando na pensão da Dona Jô, ele vê a oportunidade de voltar para a vida boa do Leblon, bairro onde tem um apartamento de luxo e de frente para a praia. No entanto, ele não esperava em ter que levar seus "novos amigos" para morar na sua própria casa, já que a pensão vai precisar ser reformada.

Enquanto Valdo se envolve em outras situações estranhas, Jessica, Terezinha, Ferdinando e companhia prometem agitar a nova vizinhança. Também completam o elenco Marcus Majella, Werner Schunemann, Oscar Magrini, Rogério Fróes, Klebber Toledo, Flavia Reis e Jonathan Haagensen.

Enquanto não chega o dia da estreia, assista ao trailer de Vai Que Cola – O Filme:

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus