VENEZA 2012: Festival reúne grandes nomes em busca de espaço

Selena Gomez, Vanessa Hudgens, James Franco e Zac Efron estão em filmes concorrentes.

29/08/2012 12h24

Por Daniel Reininger

Começa nesta quarta-feira (29/8) o 69º Festival de Veneza, com uma mistura de nomes consagrados, como Brian de Palma, Paul Thomas Anderson, Terrence Malick, Takeshi Kitano e recentes com Selena Gomez, Vanessa Hudgens e Zac Efron. A ideia é reconquistar o espaço perdido para outros grandes eventos, como Toronto. Ao todo, 50 filmes estreiam.

O thriller político, The Reluctant Fundamentalist, dirigido pela indiana Mira Nair e baseado em best-seller homônimo de Mohsin Hamid, abre o mais antigo festival de cinema do mundo. A trama mostra as contradições de um jovem paquistanês, que persegue um sonho em Wall Street, ante o fanatismo após os atentados de 11 de setembro de 2001.

Para quem curte cinema latino-americano uma péssima notícia, não há nenhum concorrente da região na cada vez mais compacta seleção do evento, que começa nesta quarta e vai até 8 de setembro. Ao todo competem 18 longas-metragens, enquanto no ano passado, foram 23. Em 2011, aconteceu a mesma coisa: nenhum competidor latino.

A mostra competitiva tem alguns filmes bastante esperados, como The Master, de Paul Thomas Anderson (Magnólia), sobre um culto religioso similar à Cientologia (seguida por Tom Cruise), e Passion, de Brian de Palma (Scarface), sobre uma jovem executiva que quer vingança depois que sua chefe rouba sua grande ideia.

James Franco, Selena Gomez e Vanessa Hudgens aparecem em Spring Breakers. A trama mostra a aventura das garotas que querem roubar uma lanchonete para pagar as férias.

Fora da competição, serão exibidos The Company You Keep, de Robert Redford, com Shia LaBeouf,  e o documentário Bad 25, sobre os 25 anos do álbum Bad, de Michael Jackson, filmado por Spike Lee (Malcom X), que será homenageado com o prêmio Jaeger-LeCoultre Glory to the Filmmaker, entregue a  "uma grande personalidade que trouxe inovação ao cinema contemporâneo".

O curta-metragem brasileiro O Afinador, de Fernando Camargo e Matheus Parizi, também participa do festival, mas somente na mostra competitiva Horizontes.

Veneza tenta a todo custo recuperar o espaço perdido para os festivais de Toronto e Roma. Para isso, procura mesclar filmes de grandes estúdios e obras de baixo orçamento de todo o mundo, ingredientes vitais para a sobrevivência do festival. Este ano uma novidade: será lançado um pequeno mercado cinematográfico para ajudar a competir com Cannes e Berlim, cuja chave para o sucesso é a compra e venda de filmes.

O 69º Festival de Cinema de Veneza acontece até 8 de setembro.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus