Warner será o primeiro estúdio a colocar diversidade no contrato

Drama Just Mercy, com Michael B. Jordan, será produzido com os chamados “inclusion riders”

06/09/2018 17h46

Por Juliana Varella

No início de 2018, depois de todas as polêmicas envolvendo o #OscarSoWhite e o movimento #MeToo, a atriz Frances Mcdormand recebeu seu Oscar pelo papel em Três Anúncios Para Um Crime com as seguintes palavras: Inclusion Riders. Ela se referia a uma cláusula no contrato de atores que poderia exigir que uma produção fosse "inclusiva", ou seja, tivesse uma composição diversa à frente e atrás das câmeras.

Agora, as primeiras consequências dessa provocação estão começando a aparecer – e, é preciso dizer, são muito mais significativas do que o mais otimista dos cinéfilos poderia esperar. Acontece que o estúdio Warner, um dos maiores em Hollywood, anunciou nesta quinta-feira (6) que irá aplicar o "inclusion rider" em toda a extensão da empresa, incluindo as produções de HBO e Turner. Esse é o primeiro estúdio a fazer tal anúncio.

Oscar 2018

Frances McDormand no Oscar 2018

A forma como a iniciativa será colocada em prática ainda é uma incógnita, mas é provável que cada nova produção passe por um estudo e controle na hora de selecionar as pessoas envolvidas. A primeira experiência, inclusive, já começará a ser testada no filme Just Mercy, cujas filmagens acabaram de começar.

O longa traz no papel principal o ator Michael B. Jordan, que foi um dos primeiros a se comprometerem com a ideia após o discurso de McDormand, prometendo exigir essa cláusula em todos os seus contratos. Vale lembrar que as "inclusion riders" podem valer tanto para a diversidade de gênero quanto para cor, e pode ser bastante desafiador encontrar um equilíbrio ideal.

"O objetivo é criar oportunidades para indivíduos de grupos sub-representados em todos os níveis", informou a WarnerMedia por meio de um comunicado, explicando que irá envolver roteiristas, produtores e diretores na criação de um plano concreto para implementar esse "comprometimento com a diversidade e inclusão" em seus projetos.

Jordan, também por meio de uma nota oficial, declarou:"inclusão sempre foi algo óbvio para mim, especialmente como um homem negro neste mercado. Mas foi apenas quando Frances McDormand falou as duas palavras que atearam fogo na indústria – inclusion rider – que eu percebi que poderíamos padronizar essa prática". As informações são do jornal britânico The Guardian.

Just Mercy tem estreia prevista para 27 de fevereiro de 2020.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus