Youtube Red: Novo serviço de streaming do Youtube bate de frente com a Netflix

Serviço vai oferecer séries e filmes originais

22/10/2015 21h38

Por Iara Vasconcelos

O Youtube é o serviço de vídeo mais famoso e acessado da internet, mas parece que o céu é o limite para a empresa pertencente ao Google. A possibilidade de assistir aos vídeos gratuitamente através de diferentes dispositivos é o grande atrativo do site, mas é inegável que o mercado de streaming tem roubado um pouco desse brilho. Serviços como Spotify e Netflix tem conquistado cada vez mais adoradores, mesmo com conteúdo pago.

Com receio de perder espaço, a empresa lançou o Youtube Red - calma! Não confunda com aquele site para maiores - serviço que vai permitir aos usuários assistirem vídeos sem anúncios, salvar conteúdo para ser assistido mesmo sem conexão com a internet, além de dar acesso ao YouTube Music, aplicativo que usa o catáogo do Google Play Music onde será possível assistir videoclipes musicais pelo computador ou mobile, tudo isso por apenas US$ 9,99 (R$ 39) mensais.

Os fãs de Vloggers famosos, como o sueco PewDiePie (com 39 milhões de inscritos em seu canal) e a comediante canadense Lilly Singh, a oitava estrela mais bem paga do Youtube, poderão conferir filmes e séries originais protagonizados pelos seus ídolos. Isso também pode revolucionar a forma como as marcas anunciam seus produtos, já que a audiência dos canais participantes da iniciativa será cada vez mais segmentada.

A dúvida que fica é se o serviço em breve contará com filmes completos ou até lançamento exclusivo de trailers para seus assinantes.

Outro ponto a se considerar é se os frequentadores do Youtube estarão dispostos a pagar para acessar essa pequena fração de conteúdo original. Natalie Jarvey, editora da área de tecnologia do The Hollywood Reporter, acredita que ainda é cedo para falar: "Muitos são jovens sem renda própria. Vamos ver como eles conseguirão os US$ 10 que custa a assinatura".

O YouTube Red estará disponível nos Estados Unidos a partir do dia 28 de outubro, mas ainda não há previsão para chegar ao Brasil.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus